Eu Sou – Pão da Vida

Além das ocasiões que já consideramos, outras sete vezes o Senhor Jesus fala de Si mesmo como “eu Sou” no Evangelho de João, sempre apresentando alguma necessidade que o Ser humano tem e Sua capacidade de supri-la. O versículo de João 6:35 é a primeira destas ocasiões. No contexto deste versículo, aprendemos verdades importantes de Cristo como o pão da vida. Veja alguns detalhes:

Uma multidão composta de milhares de pessoas estava seguindo o Senhor Jesus (vs. 1, 10). Usando apenas cinco pães e dois peixinhos Ele os alimentou e saciou (vs. 9-12). Como resultado deste milagre, quiseram fazê-lo Rei (vs. 14, 15). Para aquelas pessoas, seria uma grande vantagem ter um rei que pudesse lhes saciar a fome sempre que a tivessem. Mas esta não era a intenção do Senhor.

Quando Ele disse: “Eu sou o pão da vida” (v. 35), estava mostrando a Sua suficiência para suprir os anseios espirituais que as pessoas tivessem. Bastava virem a Ele e crer para que fossem supridos de suas carências espirituais. Mas esta não era a intenção do povo.

Enquanto Ele lhes supriu de pão físico, eles o quiseram fazer rei. Mas quando Ele quis lhes suprir de pão espiritual (a vida eterna), eles o abandonaram (v. 66).

Cristo é o pão da vida. Ele pode, e quer, dar a vida eterna a todo o que vem a Ele e crê. Ele não está prometendo fazer com que você se torne rico; Ele está prometendo fazer com que você se torne salvo. Sua maior necessidade não é de encher seu estômago de pão. Sua maior necessidade é saciar sua alma de um Salvador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *