A esposa de Caim

Assim como eu, em alguma altura da sua vida você já deve ter se perguntado o seguinte: “Se havia apenas Adão, Eva e seus filhos na Terra, como Caim poderia ir para outra cidade e, lá, conhecer a sua esposa?”

Confesso que esta não é uma pergunta tão fácil de se responder. Quero apresentar neste pequeno artigo, porém, alguns pequenos detalhes que podem nos ajudar a ter uma ideia. Entretanto, aviso desde já que não chegaremos a uma conclusão exata. No final das contas teremos apenas uma ideia sobre a esposa de Caim. Se, mesmo assim, desejar continuar lendo, então será um prazer contar com a sua companhia até o final.

Há duas coisas importantes sobre Caim que precisam ser esclarecidas:

 

a) O que quer dizer “conhecer”?

Quando lemos em Gênesis 4:16-17 que Caim foi para a terra de Node e “conheceu a sua mulher”, precisamos entender o que esta palavra quer dizer. Nós usamos este verbo “conhecer” de várias formas, entre eles, o de se apresentar a uma pessoa. Por exemplo: “Oi, tudo bem? Sou fulano. Muito prazer”. “Oi, tudo bem, sim. Sou Beltrano”.

Quando lemos estes versículos, temos a impressão de que é este tipo de “conhecer” que está exemplificado aqui, mas não é isto. A palavra traduzida “conhecer”, aqui, tem o sentido de “ter relação sexual” (traduzida “coabitar” na ARA). Outros exemplos mostrarão esta mesma verdade. Quando lemos em Gênesis 4:1 que “conheceu Adão a Eva, sua mulher”, não quer dizer que ele a conheceu como se não soubessem quem era ela. Eles já haviam sido apresentados no Jardim e, portanto, seria estranho precisarem se conhecer novamente. Neste versículo esta palavra “conhecer” significa que eles tiveram relação sexual. Em Gênesis 4:25 lemos que “tornou Adão a conhecer a sua mulher”. Novamente seria ridículo se eles tivessem se conhecido no sentido de serem apresentados. Eles já se conheciam fazia muito tempo. Da mesma forma, quando lemos em Mateus 1:25 que José não conheceu Maria, simplesmente quer dizer que eles não se envolveram em intimidade sexual antes do nascimento do Senhor Jesus.

Olhando novamente para estes versículos, perceberemos um detalhe que ocorre em todos eles. Quando Adão conheceu Eva em Gênesis 4:1, o resultado foi que ela “concebeu e deu à luz …”. Em 4:25, o resultado foi que “ela deu à luz um filho …”. Levando isto em consideração, podemos olhar novamente para 4:17. O resultado de Caim “conhecer” a sua mulher foi que ela “concebeu, e deu à luz”.

Ou seja, “conhecer” significava “ter intimidade sexual”, não necessariamente ser apresentados. Além disto, em todos estes casos citados acima (com exceção de uns poucos mencionados em outros lugares), as pessoas que se conheciam já eram casadas. Era uma prática comum entre marido e mulher.

Estes detalhes esclarecem um ponto importante. Quando lemos que Caim foi para outra cidade e, lá, conheceu a sua mulher. Não significa que ele foi apresentado a sua futura esposa no lugar para onde ele mudou. Quando ele foi para lá, ela já era esposa dele. Caim não saiu solteiro para a terra de Node. Caim já foi para lá casado. Ela era da mesma terra que ele, não da Terra de Node.

 

b) Apenas uma família na Terra?

Diante do que foi explicado acima, talvez tenha esclarecido um ponto, mas pode ter surgido outra dúvida: Como Caim pode ter ido para a terra de Node já casado se havia apenas uma família na Terra? Para responder isto, precisamos considerar outros detalhes.

Realmente havia apenas uma família na Terra? Quando lemos os primeiros capítulos da Bíblia, temos a impressão de que as Escrituras estão narrando fatos que aconteceram dentro de poucos anos. Mas não é assim. Os primeiros capítulos da Bíblia resumem um tempo surpreendentemente longo. Escrevendo sobre isto, William J. Watterson explica o seguinte: “É interessante e importante notar que os primeiros onze capítulos de Gênesis abrangem aproximadamente 1/3 da história da humanidade até hoje, e o mesmo período de tempo que ocupa todo o restante do Velho Testamento! De Adão a Abraão passaram-se aproximadamente dois mil anos (2.008 anos), e de Abraão até Cristo também aproximadamente dois mil anos (2.030 anos)”.

Em algumas poucas centenas de anos, a população do mundo pode aumentar em proporções impressionantes. Depois das primeiras centenas de anos desde a Criação, não havia apenas uma família na Terra; havia várias!

Não sabemos quantos anos Caim tinha quando se casou, mas podemos ter uma ideia do tempo decorrido naqueles dias. Considerando que a idade de Caim era quase a mesma do seu pai, podemos nos aproximar da sua idade. O ano da criação de Adão foi o ano zero, e se Caim nasceu pouco tempo depois da Criação, então ambos teriam quase a mesma idade, sendo que Adão já seria adulto e Caim ainda um bebê. Quando Adão estava com 130 anos, gerou seu filho sete (Gn 5:3).

Nesta ocasião, Caim teria mais ou menos esta idade. Além disto, tanto Adão quanto Sete tiveram filhos e filhas (Gn 5:4, 7). Se Caim casou-se um pouco mais tarde, então facilmente ele poderia ter se casado com uma das suas irmãs (das filhas de Adão) ou uma das suas sobrinhas (das filhas de Sete). Talvez isto possa parecer estranho para nós hoje, mas não poderia ser diferente naqueles dias. A única forma de se proliferar a população e povoar a Terra, seria através do casamento de parentes próximos. Depois, na época da Lei, isto foi proibido, porque não era mais necessário (Lv 18:6-18).

Antes de encerrar, preciso dizer duas coisas sobre o que vimos neste artigo:

Em primeiro lugar, este pequeno artigo não apresenta conclusões arbitrárias e dogmáticas; são apenas sugestões, alguns apontamentos que podem nos ajudar a entender esta questão. É bem possível que outros irmãos tenham melhores condições de responder sobre a esposa de Caim, e suas conclusões talvez apresentem pontos de vistas diferentes dos meus e com melhores provas bíblicas.

Em segundo lugar, você notará que não podemos ter cem por cento de certeza sobre a esposa de Caim, menos ainda dizer o nome dela ou outros detalhes, e isto é facilmente compreensível. Deus deixou fora dos registros da Sua Palavra muita coisa que gostaríamos de saber, mas que realmente não teriam relevância para a nossa vida. Melhor do que você e eu, o Senhor sabia exatamente o que seria importante sabermos, e Ele nos deixou um livro completo e perfeito – a Bíblia. Tudo o que era importante está registrado nela. Tudo o que não era importante, foi omitido dela. Em todas as coisas, porém, podemos dar graças a Deus pela perfeição da Sua Palavra, que é suficientemente capaz de nos aperfeiçoar (Sl 19:7; II Tm 3:16-17).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *